was successfully added to your cart.

Carne Nova no Pedaço

Por 11 de setembro de 2018Carnes, Cortes, Mercado

Muito se fala e já se falou sobre carne…!

“A milenar fonte de proteína está sempre em pauta, seja pra relembrar um momento de prazer entre amigos, seja pra associa-la como fonte de força e energia.”

Mas mesmo com toda a tradição e costumes, hoje ela também passa por mudanças ligadas aos avanços de tecnologia e consequentemente da sociedade em que vivemos. Para muitos, aquele churras com a rapaziada deixou de ser um acontecimento trivial e relaxado, para se tornar um compromisso que, através de tipos de carnes e cortes que até então eram difíceis de se conhecer, requer preparativos e estudos ao longo da semana para que se extraia da carne e do evento o máximo que eles podem oferecer.

Sabe aquela imagem do açougueiro portuga e bigodudo que atrás do balcão sabe o nome de cada freguês? Ele continua existindo, mas… São inúmeras as mudanças no mercado da carne no século 21. A começar pelo próprio açougue. Hoje, alguns não esperam mais o cliente aparecer. Fazem entregas à residências, fidelizando ainda mais um comércio que sempre se preocupou com a relação vendedor-cliente. Alguns vão além, como é o caso do Mercado de Carnes Supreme, que não satisfeitos em oferecer o serviço de delivery, quebrou a barreira das relações de bairro oferecendo entrega da zona oeste à zona sul.

Numa mistura de armazém contemporâneo e açougue estão as boutiques de carne. Ainda são poucas, mas é uma tendência que parece atender a uma demanda de mercado que demorou a ser percebida. O ambiente costuma ser calmo e requintado, diferente do açougue tradicional. Você pode simplesmente chegar no balcão, pedir o tanto de carne desejado e ir embora. Mas o que difere são as facilidades e com isso um preço mais caro, para quem quer qualidade e conforto. No mesmo balcão, a carne pedida pode ser preparada e já chegar na casa do cliente pronta pra ser colocada na frigideira. Se o freguês saca um pouco mais do assunto, pode escolher o tipo e corte da carne, tudo na busca pelo prazer que essas técnicas oferecem. E no viés do tal armazém contemporâneo, que também pode ser lido como uma espécie de delicatessen, se encontram condimentos, apetrechos e todo tipo de produto desse mercado, que dificilmente se encontrará numa loja comum. Não é difícil encontrar senhoras bem arrumadas expiando as prateleiras.

Mas não é apenas o comércio da carne que evolui com tantas mudanças. Aquele cara mais velho, com a barriguinha protuberante e que sempre acaba ficando responsável pela churrasqueira na festa de família, ele continua bebendo sua cervejinha em frente a grelha. Mas hoje essa mesma figura pode ser substituída por um profissional cada vez mais referência no mundo moderno, com centenas ou milhares de curtidas no Instagram.

Eles são os mestres churrasqueiros. Profissionais com presenças frequentes em eventos relacionados ao mundo da carne. Eles costumam estar presentes em grandes eventos do ramo e também dão cursos onde entre outras coisas, explicam as diferenças de técnicas, e o que cada tipo de corte propicia no sabor buscado pelo mestre. Apesar de grande conhecimento, normalmente eles são especialistas em determinadas carnes e nos cortes específicos de cada uma.

Numa época em que existem especialistas pra todo tipo de segmento e interesses, nada mais natural e justo que a carne acompanhe essa tendência.

Porque as análises dos tipos de corte podem ser tão importantes como os minuciosos detalhes que diferem um bom vinho de outro qualquer. Apesar da carne ser muito associada a força e ao universo masculino, esse novo mercado e toda sofisticação que o acompanha pode e deve chamar a atenção de pessoas até então leigas no assunto. Ao mesmo tempo, o novo mercado não surge para despojar o antigo. Existe espaço e demanda para todos e quem se dá bem com tudo isso é o cliente, que ganha poder de escolha.

O novo mercado da carne só está começando e é bom você ficar a par dos acontecimentos, pra não ficar de fora.

 

 

Bernardo Lacombe

Escrito Por Bernardo Lacombe

Jornalista e ator, trabalha desde 2013 na TV Record, onde já produziu quadros como "Desaparecidos" e "Cadê meu Emprego".

Mais posts de Bernardo Lacombe

Deixe um Comentário